terça-feira, 3 de julho de 2012

Juventoando

Que seja fácil - dizia ela,
E que seja bom.
Como posso cantar meu sonho?
E em qual tom?

Em  tuas cordas eu pensei
Melodiar,
Mas pr'essa música, morena,
Não há um par.

Descobri que, no entanto,
Não há solo nesse canto.
Sempre haverá alguém
Pra acompanhar.

Mas que nesse som eu possa
Ser quem dita nessa bossa
A cadência e ter prazer
Em maestrar.

Um comentário:

  1. Amei! Lindo! Parabéns por esse cérebro divino! Bjus, dinda Clau.

    ResponderExcluir